Fotografia - Dica de Enquadramento e Composição - A Regra dos Terços - por Silvio Kronbauer

Fotografia - Dica de Enquadramento e Composição - A Regra dos Terços - por Silvio Kronbauer

Quer saber como obter um melhor enquadramento em suas fotografias? Saiba como funciona a Regra dos Terços!

Algumas pessoas que curtem fotografar acabam, às vezes, não gostando muito do resultado e perguntam o que poderiam fazer para melhorar suas fotos. Muitas delas procuram algum curso mais complexo, mas existem várias dicas simples que, se aplicadas, podem resultar em fotos mais bonitas.

Uma dica fácil de ser seguida, na parte de “composição e enquadramento”, é a regra dos terços, que consiste em se traçar visualmente duas linhas horizontais e duas verticais no fotograma (área do registro) de forma a dividi-lo em três partes iguais (vertical e horizontalmente), e tentar posicionar os elementos a serem fotografados (linhas, pessoas, objetos) sobre essas linhas, e também sobre a intersecção delas. Ao fazer isso, fugimos daquela tendência de centralizar elementos (algo muito comum entre principiantes), que deixam boa parte das fotos pouco atraentes.

Claro que toda “regra” pode ser quebrada: a centralização também é válida em algumas situações, como quando se trabalha com simetria (retratos de rostos, espelhos d’água), mas na maioria dos casos, o uso dos terços proporciona fotos bem mais amigáveis. Experimente! Quase todas as câmeras permitem utilizar um grid auxiliar no display.

Veja alguns exemplos:

Há outras regras além dessas duas, mas ficam para uma próxima vez!
Dúvidas ou sugestões sobre dicas? Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Texto e imagens: Silvio Kronbauer
Artista fotográfico especializado em fotografia de paisagens e natureza.

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 17 - Setembro de 2014

 

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

A meu ver x Ao meu ver - por Aline Aguiar

A expressão “Ao meu ver” não existe. A forma correta é: A meu ver. A meu ver ele conseguirá a aprovação...

Algo se empieza a mover en febrero - por Elena Cárdenas

“Move” é o nome da música do Travis que estou escutando enquanto escrevo este artigo. Signfica movimento e é isso...

“Eu nasci há dez mil anos atrás...” - por Aline Aguiar

Salve, salve, nosso querido Raul! A redundância na frase acima é um vício de linguagem comumente utilizado em nosso dia...

A noite em que a cultura sai às ruas - por Elena Cárdenas

Façamos uma brincadeira: O que tem em comum o galeão, o chocolate, a fotografia e os robots? Pois é, todos...

Mata de Araucária, uma floresta em nosso quintal - por Telmo Focht

Também é conhecida como Floresta Ombrófila Mista. É uma formação vegetal brasileira que se desenvolve especialmente nos estados da Região...

Entre dos aguas - por Elena Cárdenas

En el año 1973 el artista amenco Paco de Lucía compuso la conocida canción Entre dos Aguas. Y es entre...

A Semana Farroupilha - por Prof.ª Rose Mari Da Sois Fetter

A Semana Farroupilha é um culto às tradições gaúchas. O gaúcho orgulha-se de sua história, dos costumes, das lendas e...

5 Dicas para um relacionamento feliz - por Ana Cruz

Por um mundo com menos “eu” e mais “nós”, por favor. Seja o namoro ou o casamento, em um relacionamento amoroso...

Em vez de x Ao invés de - por Aline Aguiar

Em vez de x Ao invés de  “Em vez de” pode ser substituído por “no lugar de”. Exemplo: Em vez de viajar...

Hipótese Gaia – nosso planeta como um organismo - por Telmo Focht

Na mitologia grega, Gaia era a deusa da Terra, uma metáfora para “terra viva”. Gaia, Geia ou Gé, para os...

Patrocinadores da cultura