O planeta está doente - por Sérgio Marino

O planeta está doente - por Sérgio Marino

Há muito tempo se ouve que o planeta está em apuros, mas nunca se falou tanto sobre o meio ambiente como agora. Talvez pela falta de água em São Paulo e também a crise das cidades do Vale dos Sinos que tiveram racionamento no verão passado aqui no nosso Estado.

Apesar de toda a repercussão da seca, falamos muito e agimos pouco. Existem várias ações que podemos adotar, para que recuperemos a saúde do planeta e a principal delas é plantar uma árvore. Já imaginaram se cada família plantasse uma árvore no quintal de sua casa? Uma única árvore “adulta” ao transpirar por suas folhas, joga sessenta litros de água, sob forma de vapor, no ar por dia. Esse vapor, ao alcançar as camadas mais altas da atmosfera, se mistura com partículas de todo tipo de poluição, inclusive a gerada por automóveis e indústrias e, ao cair mais tarde em forma de chuva, devolvem ao solo toda essa sujeira, deixando o ar mais fresco e limpinho.
Além da questão da água e da poluição, elas ainda transformam gás carbônico em oxigênio, tão importante à nossa saúde.

Segundo uma pesquisa da NASA (Agência Espacial Americana), as árvores também produzem, CO2 à noite, quando não há luz, mas numa quantidade infinitamente menor do que o oxigênio produzido durante o dia. Conformo o instituto, elas agregam ainda em sua madeira uma série de outros gases e compostos químicos que de outra forma ficariam acumulados poluindo o ar e o solo.

Assim, resumidamente, ainda podemos perceber que árvores tem uma relação direta com os rios, estabilizando seus níveis em época de cheias ou secas, protegendo os solos contra a erosão, fornecendo abrigo e alimento aos animais, perpetuando os lençóis freáticos e fornecendo, além de tudo isso, uma série de produtos importantíssimo a nós, como papel, madeira, alimento etc. 

Estamos no verão e cada vez que plantarmos uma árvore estaremos contribuindo com a vida na terra. Esta é uma atitude simples e cada um de nós pode cuidar de uma. Existem árvores menores que se adaptam a quase todos os ambientes e espaços. Até mesmo em apartamentos e ambientes menores há a possibilidade de ao menos colocarmos um pequeno vegetal, uma folhagem, uma flor para enfeitar e alegrar nossa existência, com a certeza de que cada vez que se toma uma destas iniciativas, estaremos cuidando da vida.

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 21 - Fevereiro de 2015

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Rincão Poético: A vida é linda - por Milena Castilhos

A vida é linda: O lindo pairar De um beija-flor, O lindo som De um beijo de amor O lindo olhar...

O melhor da Patagônia Argentina - por Cristiane Serpa

Fotos: Cristiane Serpa e Gilmar Hinchinck Gelo, natureza e aventura, é isso que encontramos na Patagônia! Foi onde eu e um...

Que equipamento devo comprar? - por Silvio Kronbauer

Hoje a dica é um pouco diferente. Seguidamente as pessoas pedem (aos fotógrafos) um palpite sobre qual câmera comprar. Então...

Visual com Arte: Pintura Digital - por Renan Moraes

A bela ilustração da ruiva, na imagem, é de Renan Moraes e foi publicada na seção Visual com arte, na...

Visual com Arte: Releitura - por Willian de Souza

Autor: Willian de Souza - Paraguaçu Paulista/ SP Releitura, feita com lápis aquarela preto {loadmodule mod_custom,Banner adsense middle article}

Dreads flutuantes e pés descalços - Andrea Dórea

Já faz algum tempo que tenho ouvido falar dos festivais de música eletrônica que acontecem pelo mundo afora. Tribos diversas...

Gengibre, um grande aliado para a sua saúde

O Gengibre ou a raiz do gengibre é o rizoma da planta Zingiber officinale, consumida como uma iguaria, medicinal ou...

O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares • Ransom Riggs - por Isabela Sanchez

Jacob Portman é um garoto que desde pequeno sonha acordado com as histórias de infância de seu avô, mas a...

Humanização do nascimento - por Ricardo Herbert Jones

A atenção humanizada se apoia sobre um tripé conceitual, que tem como base o respeito aos desejos, aspirações e vontades...

A Crônica da Vez: Invasora - por Andrea Dórea

Outro dia precisei pedir um certo favor para um vizinho de piso, uma bobagem. Chamei à sua porta, expliquei a situação...

Patrocinadores da cultura