Amor de Amigo

Amor de Amigo

Durante a segunda guerra mundial, um orfanato de missionários, numa aldeia vietnamita, foi atingido por várias bombas. Através do rádio de uma aldeia vizinha, os habitantes buscaram socorro. Um médico da marinha e uma enfermeira chegaram trazendo apenas maletas de primeiros socorros.
Perceberam que o caso mais grave era o de uma menina. Se não fossem tomadas providências imediatas ela morreria por perda de sangue. Era urgente que se fizesse uma transfusão. Saíram a procura de um doador com o mesmo tipo sanguíneo. Mas como pedir às crianças, já que o médico conhecia apenas algumas palavras em vietnamita e a enfermeira tinha poucas noções de francês?
Usando uma mistura das duas línguas e muita gesticulação, tentaram explicar a situação aos meninos. Então perguntaram se alguém queria doar sangue. A resposta foi um silêncio de olhos arregalados. Finalmente, uma mão levantou-se, timidamente.
- Ah, obrigada - disse a enfermeira em francês. - Como é o seu nome? - Heng, respondeu o garoto.
O deitaram na maca, esfregaram álcool em seu braço e espetaram a agulha na veia. Durante esses procedimentos, Heng ficou calado e imóvel. Passado um momento, deixou escapar um soluço e cobriu depressa o rosto.
- Está doendo? - perguntou o médico. Heng abanou a cabeça. Logo, escapou outro soluço e mais uma vez tentou disfarçar.
Os soluços ocasionais acabaram virando um choro declarado, silencioso. Nesse instante, chegou outra enfermeira que, depois de ouvi-lo, falou com o menino, acalmando-o. Heng parou de chorar e olhou surpreso para a enfermeira. Ela confirmou com a cabeça e uma expressão de alívio estampou-se no rosto do menino. Então ela disse:
- Ele achou que estava morrendo. Entendeu que vocês pediram para dar todo o sangue dele para a menina poder viver.
- E por que ele concordou? Perguntou o médico.
A enfermeira vietnamita repetiu a pergunta, e Heng respondeu simplesmente:
- “Ela é minha amiga.”



Fonte : História do Livro das Virtudes - II, “Um Amor Maior”

• Publicado na Revista Usina da cultura - número 13 - Maio 2014

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

O menino que Morava na Nuvem - por Luciana Neves

Livro O Menino que Morava na Nuvem aborda adoção de forma leve. A publicação chega à segunda edição como boa opção para...

Rincão Poético: Verão - por Evanise Gonçalves Bossle

Texto: Evanise Gonçalves Bossle Milho verde, água de coco,sol e mar,calor intenso, protetor.Bebida gelada, sorvete de creme,ventilador.Uma música suaveou uma batida...

A Fênix Vermelha e a Prosperidade - por Fabiana Souza

A proporção das formas ideais, representada pelos quatro animais sagrados da cultura chinesa, gera a perfeita interação entre as energias...

Rincão Poético: Poesia Estradeira - por Glauber Vieira Ferreira

Faça essa experiência Quando estiver às margens de uma estrada deserta, Pare no acostamento Sinta o vento O balançar das árvores ou...

“Se você não parar com isso vai apanhar...” • Parte V - por Thainá Rocha

Chantagem emocional Uma das maneiras que alguns pais utilizam para educar seus filhos consiste na retirada do amor. Ela acontece quando...

A oportunidade de viver - por Mercedes Sanchez

"Transformar em mim, o que desejo para o mundo." Se pensarmos na vida como uma possibilidade para nosso desenvolvimento como...

O Canal de Beagle - por Gilmar Hinchinck

Navegando nas turbulentas águas do fim do mundo... Todos Sabemos que nesse mundão temos uma grande variedade de lugares paradisíacos. Com...

Ser águia - Fabrício Safadi

Em nosso nascedouro - este momento irrecuperável e inatingível em sua totalidade -, já devíamos saber que, apesar dos pesares...

Sabia que...

... O Salto Angel, é a mais alta cachoeira do mundo, com um total de 979 metros de altura? A...

Anéis de cebola

Ingredientes: - 4 cebolas grandes- 1 xícara de chá de farinha de trigo- 1 xícara de cerveja (250ml)- 1 ovo- Pimenta...

Patrocinadores da cultura