São Jorge, livros e rosas

São Jorge, livros e rosas

Na Espanha, na região de Cataluña (Barcelona), as pessoas tem um jeito diferente de celebrar esta data, cultuando as tradições, a cultura, o saber, a amizade e o afeto entre as pessoas.

Neste dia, as pessoas enfeitam as ruas, colocam bandeiras nas sacadas, as ruas se enchem de banquinhas que vendem livros e rosas.  As famílias saem para passear, e comprar livros e rosas, que servirão para presentear pessoas queridas, companheiros de trabalho, etc.

 

A lenda de Sant Jordi

Diz a lenda que perto de Vila de Montblanc vivia um grande dragão que havia aterrorizado os habitantes da aldeia. As pessoas não sabiam como fazer para o dragão não se aproximar da muralha,e decidiram então dar-lhe comida. Primeiro deram-lhe ovelhas, vacas e assim por diante até que o dragão malvado havia comido todos os animais que estavam na aldeia. Mas ele ainda estava com fome e se aproximava cada vez mais da muralha. O povo de Montblanc não sabia como pará-lo e, finalmente, decidiu que teria que se sacrificar, um por um dos habitantes. Eles colocaram os nomes de todos em um pote, incluindo o rei e sua bela filha, a Princesa. Um belo dia, foi a vez da princesa. O Rei pediu aos habitantes que tiveram misericórdia com a princesa e não a deixassem morrer, mas era a vez dela e teria que cumprir o acordo. Quando o dragão veio para pegar a princesa, veio um bravo cavaleiro montado em um belo cavalo e brandindo a espada conseguiu fincá-la no coração do dragão, matando-o. Da ferida do coração veio um grande jorro de sangue que caiu no chão e imediatamente cresceu uma linda roseira. O cavalheiro pegou a princesa em seus braços e deu-lhe a bela rosa. O cavaleiro foi chamado de Sant Jordi. Todas as pessoas ficaram muito felizes porque ele tinha conseguido matar o dragão, até mesmo o rei ficou tão satisfeito que ele tinha salvado sua filha, que lhe ofereceu a sua mão. Mas Sant Jordi, muito grato, seguiu o seu caminho.

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

O lobo do homem - por Franco Vasconcellos

Eu queria escrever uma crônica que, agora no final do ano, enchesse teu coração de boas expectativas para o 2016...

5 de Setembro - Dia da Amazônia

Para celebrar o dia da Amazônia (05 de Setembro) a Usina fez a seleção das mais belas fotos da maior...

Gente que vive chorando de barriga cheia - por Franco Vasconcellos

Como é bom um banho quente! Como é bom encontrar, por acaso, um amigo do qual se tem saudade! Como...

A importância da Educação Física na Educação Infantil - por Amanda Pessôa

“Lutei para escapar da infância o mais cedo possível. E assim que consegui, voltei correndo pra ela.” - Orson Welles Ah! Já...

Livro - Uma visão de mundo - por Elma Sant’ Ana

Uma visão de mundo Jõao Fabrício de Morais / Elma Sant’ Ana  “ Dr. JOÃO FABRÍCIO DE MORAIS, missioneiro de São Luiz...

Economize energia, poupe o bolso e o meio ambiente! - por Celina Valderez

Energia A energia elétrica e a grande evolução dos aparelhos eletrodomésticos revolucionaram a vida na Terra. Esse conforto, porém, tem ajudado...

Ela nos adotou - por Franco Vasconcellos

Eu achei que fazia grande coisa quando achei um novo lar para Dorotéia. Ela é uma cadela de porte médio...

Usina da cultura: como tudo começou

Partindo da ideia de que a comunicação é essencial para o desenvolvimento das sociedades, Cecilia Sanchez, designer, e Alex D’...

Uso do verbo haver - por Aline Aguiar

- O verbo haver no sentido de ocorrer e existir é impessoal, ou seja, permanece na terceira pessoa do singular...

Produtos de limpeza e o meio ambiente - por Celina Valderez

Você já parou para pensar o quanto  nossos hábitos de higiene contribuem  para a poluição do meio ambiente? Diariamente sabões...

Patrocinadores da cultura