Métodos de esterilização em animais de companhia - por Bárbara Castagna Lovato

Métodos de esterilização em animais de companhia - por Bárbara Castagna Lovato

Em várias cidades é alarmante a população de animais de rua. A castração de cães e gatos é de suma importância para o controle populacional dos mesmos e, acima de tudo, é uma questão de saúde pública. Cada fêmea que emprenha gera vários filhotes e, no entanto, não há tantas pessoas que se disponibilizam a adotar tantos animais.

Castração é um metódo definitivo de esterilização de fêmeas e machos. O procedimento na fêmea, consiste na remoção dos ovários e útero. Desta forma, não haverá mais o ciclo estral e nem a possibilidade de gestação. A esterilização do macho é um procedimento menos invasivo, em que são removidos os testículos e túbulos seminíferos. Consequentemente, não haverá mais a possibilidade de ejaculação.



Muitos proprietários, ao invés de levar a fêmea ao veterinário para esterilização, fazem uso da famosa “vacina”, que, nada mais é que uma bomba de hormônio. Esse método contraceptivo tem como finalidade, impedir que a cadela entre no cio. Aparentemente seria um método mais barato, porém, pode sair muito caro na hora de tratar o animal em função de um dos efeitos colaterais que essa droga provoca. Não raro, causa câncer de mama, uma vez que este, em cadelas e gatas, é de origem hormonal. E, comumente, provoca infecção uterina. A infecção uterina (Endometrite cística) se desenvolve quando há um pico de hormônio intra-uterino. Começam a se formar cistos de pus dentro do útero e não há antibiótico nem anti-inflamatório que combata, apenas a remoção do órgão com estrema urgência, para retirar a fonte de infecção. Caso contrário, a fêmea vai a óbito. Obviamente, é um procedimento bem mais arriscado que a castração, pois a paciente já vai pra mesa cirúrgica debilitada, tomada de infecção.

O útero pode romper, gerando peritonite séptica. Ainda podendo ocorrer septicemia (infecção generalizada). Por isso, visando o bem estar de seu bichinho e o custo-benefício, é válido pensar duas vezes antes de administrar essa medicação. Além do que, não é um método definitivo, ao contrário da castração. Para os animais de rua, quem tem condições, é válido apadrinhar e mandar castrar. Para as pessoas de baixa renda, há programas de incentivo para esse fim, tanto para animais próprios quanto para apadrinhamento. Em vários municípios, para quem não tem condições financeiras, já se dispõe dessa facilidade.

Basta informar-se!

Bárbara Castagna Lovato
Médica Veterinária, formada na Universidade Federal de Pelotas, Residência em Clínica Médica de Pequenos Animais, pela UFPEL Pós-graduação em Clínica Médica e Cirúrgica pelo Equalis. Atende na área médica e cirúrgica em São Francisco de Paula.

• Publicado na Revista Usina da Cultura - número 15 - Julho de 2014

O que achou, foi útil para você? Então conta pra nós!

Artigos que podem te interessar

view_module reorder

Campos de Cima da Serra – um lugar para ver e se encantar - por Telmo Focht

Esta região está situada no nordeste do Rio Grande do Sul, em altitudes entre 900 metros, a oeste, e 1.200...

Métodos contraceptivos - por Leonel Almeida

Após 50 anos do surgimento da pílula anticoncepcional, estamos realmente informados? Na década de 1960 ocorreram intensas mudanças sociais, políticas e...

São Francisco de Paula

Porta de entrada da Rota dos Campos de Cima da Serra ou ponto final da Rota Romântica, São Chico, como...

Os Jovens e a leitura - por Diogo Krevoniz

Quando perguntamos aos estudantes o que gostam de fazer em seu tempo livre, na maioria das vezes, a resposta não...

Entre dos aguas - por Elena Cárdenas

En el año 1973 el artista amenco Paco de Lucía compuso la conocida canción Entre dos Aguas. Y es entre...

A seleção - 1º volume • 
Kiera Cass - por Isabela Sanchez

America Singer foi escolhida para participar na Seleção e não está gostando da ideia de entrar em uma disputa por...

“Se você não parar com isso, vai apanhar...” • Parte II - por Thainá Rocha

Dando continuidade ao tema da última postagem, hoje quero lançar outras reflexões antes de dar início à parte prática do...

Atividades - Máscara de carnaval

Faça sua própria máscara para se divertir no carnaval. Use sua imaginação e invente os modelos! Como sugestão, trouxemos um modelo...

Hipótese Gaia – nosso planeta como um organismo - por Telmo Focht

Na mitologia grega, Gaia era a deusa da Terra, uma metáfora para “terra viva”. Gaia, Geia ou Gé, para os...

Câncer de mama: previna-se! - por Nilton Ricardo Vargas Sager

Atualmente, o câncer de mama é o tipo de câncer mais incidente entre as mulheres no Brasil e a estimativa...

Patrocinadores da cultura